Rick Riordan lê trecho de “A Espada do Verão”

Nos aproximando do mês de outubro, começam as divulgações do novo livro de Rick Riordan, “The Sword of Summer” (A Espada do Verão, no Brasil). Foi divulgado na página de Percy Jackson no Facebook um vídeo no qual o autor lê um trecho do primeiro capítulo do livro. Você pode conferi-lo já legendado pela nossa equipe logo abaixo:

O livro tem lançamento confirmado nos EUA e no Brasil no dia 6 de outubro.

Fonte: Facebook Percy Jackson

Editora Intrínseca divulga um trecho de “A Espada do Verão”

Nesta semana, a Editora Intrínseca (editora dos livros de Percy Jackson e As Crônicas dos Kane no Brasil) divulgou um trecho do primeiro capítulo de “A Espada do Verão”, novo livro de Rick Riordan baseado na mitologia nórdica. Confira a seguir.

As lendas vikings são reais. Os deuses de Asgard estão se preparando para a guerra. Trolls, gigantes e outros monstros horripilantes estão se unindo para o Ragnarök, o Juízo Final.

Enquanto 6 de outubro não chega, leia um trecho de “A espada do verão”, o primeiro livro da nova série de Rick Riordan, “Magnus Chase e os deuses de Asgard”: http://bit.ly/1Eph9dW

Como revelado, o primeiro livro da nova saga “Magnus Chase e os Deuses de Asgard” será lançado simultaneamente com os EUA no dia 6 de outubro.

Fonte: Facebook Editora Intrínseca

Artes de Percy Jackson’s Greek Heroes serão divulgadas na próxima semana

Rick Riordan anunciou hoje (07) a Greek Week (semana grega, em tradução livre), que começa a partir de segunda-feira (10/08). É uma forma de divulgação para o lançamento de Percy Jackson’s Greek Heroes (sequência de Percy Jackson’s Greek Gods), em que as artes do livro começarão a ser divulgadas, uma por dia. Confira:

greek

A partir de segunda-feira, nós estaremos comemorando a #greekweek, com a arte revelada todos os dias para prepará-lo para o lançamento de Percy Jackson’s Greek Heroes, no dia 18 de agosto!

Fonte: Tumblr Myth & Mystery

“A Coroa de Ptolomeu” já está disponível para compra no site da Intrínseca

Recentemente, a editora Intrínseca (editora dos livros de Percy Jackson e As Crônicas dos Kane no Brasil) lançou o ebook de “A Coroa de Ptolomeu”, um crossover que conta com Percy, Annabeth, Sadie e Carter Kane. Confira sinopse a seguir:

capa_A-coroa-de-Ptolomeu_g

Depois do encontro de Percy e Carter, em O filho de Sobek, e de Annabeth e Sadie, em O cajado de Serápis, enfim chegou a hora de os quatro se unirem em uma divertida aventura mágica em um novo conto que une as séries de mitologia greco-romana e egípcia de Rick Riordan.

Em A coroa de Ptolomeu, Percy e Annabeth abrem mão de pegar um cinema no sábado para resolver um assunto bem chato: deter o espalhafatoso e lendário mago Setne, que mais parece um cruzamento de Elvis Presley com Prince versão 1980. Munido com o Livro de Tot e unindo as magias grega e egípcia, Setne – cuja história é contada em A sombra da serpente e que é relembrado em O cajado de Serápis – está tentando unir as duas coroas, do Baixo Egito e do Alto Egito, para se tornar um deus imortal.

O lançamento exclusivo em e-book inclui o primeiro capítulo de A espada do verão, primeiro livro da nova série de Rick Riordan: Magnus Chase e os deuses de Asgard.

O ebook está disponível no site da editora por R$4,90 e você pode adquiri-lo aqui.

Fonte: Editora Intrínseca

 

Intrínseca anuncia lançamento simultâneo de “Magnus Chase” com os EUA

Respondendo à fãs no Twitter, a Intrínseca (editora dos livros de Percy Jackson e das Crônicas dos Kane no Brasil) confirmou que irá lançar “Magnus Chase” simultaneamente com os Estados Unidos.  Confira o tweet abaixo.

intrinseca

O lançamento do primeiro livro da saga, “The Sworf of Summer”, está previsto para ser lançado no mês de outubro nos EUA.

Fonte: Twitter Editora Intrínseca

 

Rick Riordan agenda lançamento de novo e-book

DemigodseBook

Rick Riordan está lançando um novo e-book em julho, onde você começa a escolher a própria aventura!

Já se perguntou como seria ter o papel de protagonista em uma história de Rick Riordan? Agora você vai descobrir, com o mais recente livro dele: Os Semideuses do Olimpo: Uma Aventura Interativa. O novo e-book tem quatro contos, que mudam de acordo com as suas escolhas.

A descrição do livro é a seguinte: “Use suas habilidades de semideus nessa história de aventura interativa e personalizável, escrita pelo New York Times #1 best-selling, Rick Riordan. Combinando os quatro contos, O Orientador Vocacional de Duas-Cabeças, A Livraria de Armas Mortais, Festa do Chá do Demônio Satyr e Meu Apocalipse Zumbi Pessoal, suas escolhas terão consequências nessa primeira aventura interativa de semideus.”

O novo livro será lançado dia 14 de julho. Também lançando nesse verão tem o livro Deuses Gregos. Deuses Gregos é um guia para os heróis encontrados nos mitos, contados na maneira engraçada e irreverente de Percy, (“Eu tive algumas experiências ruins na minha época, mas os heróis que eu vou te contar são os casos antigos de pura sorte. Eles corajosamente se ferraram aonde ninguém tinha se ferrado antes…”) e aprimorados com a arte vibrante de John Rocco. Essa coleção de contos se tornará um livro obrigatório para a legião de leitores do Riordan – e para qualquer um que precise de um herói.

Fonte: Hypable

O Trono de Fogo: Graphic Novel

Capturar
Foi anunciado hoje que o segundo livro da série “As Crônicas dos Kane”, O Trono de Fogo, vai ser adaptado para uma graphic novel. O lançamento está programado para 06/10/2015.
Nessa empolgante segunda parte da trilogia, Carter e Sadie, descendentes do brilhante egiptólogo Dr. Julius Kane, embarcam em uma busca mundial pelo Livro de Rá. Mas a Casa da Vida e os deuses do caos estão determinados a pará-los.
Esse passeio de emoção imparável é adaptado e trazido a vida por Orpheus Collar, responsável pelo desenvolvimento da primeira graphic novel das Crônicas dos Kane. Orpheus já trabalhou em títulos como O Ladrão de Raios, O Herói Perdido e muitos outros, que incluem O Incrível Homem-Aranha Ultimate X-Men. 

Outro Trecho de “The Sword of Summer”!

Foi liberado um trecho do segundo capítulo da nova série do Rick Riodan: Magnus Chase and the Gods of Asgard! O primeiro livro se chama “The Sword of Summer”, que conta a história de como o jovem Magnus Chase se vê dentro da mitologia nórdica.

O livro tem data de lançamento nos EUA para 6/10/2015.

5286_10205415461520208_7868663110777043755_n

A equipe PJBR traduziu o trecho publicado que pertence ao capítulo chamado “The Man with the Metal Bra,” (Tradução: O Homem com Sutiã de Metal.) Vejam:

Dois

O HOMEM COM SUTIÃ DE METAL

 

A MANSÃO DA FAMÍLIA ERA UM LIXO. Ah, claro, você não acharia isso. Você veria uma casa gigantesca de seis andares com tijolos avermelhados e gárgulas nos cantos do teto, vitrais, degraus de entrada de mármore e todas as outras coisas chatas que dizem “uma pessoa rica mora aqui”. E você ainda se pergunta por que eu estou dormindo nas ruas.

Duas palavras: Tio Randolph.

Era a casa dele. Como filho mais velho, ele a herdou dos meus avós, que morreram antes de eu nascer. Eu nunca soube muito sobre a história da família, mas existia muita rixa entre essas três crianças: Randolph, Frederick e minha mãe. Depois do Cisma do Dia de Ação de Graça, nós nunca mais visitamos a antiga moradia. Nosso apartamento era, tipo, quase um quilômetro de distância, mas Randolph pode muito bem ter vivido em Marte.

Minha mãe só o mencionava se passássemos perto da casa. Daí ela apontava da mesma maneira que você aponta para um penhasco. Está vendo? Aí está. Evite.

Depois que eu comecei a morar nas ruas, eu saía para caminhar à noite. Eu espreitava pela janela e via uma exposição brilhante de espadas e machados arcaicos, elmos medonhos com máscaras faciais me encarando da parede e a silhueta de estátuas da janela do andar de cima como fantasmas petrificados.

Inúmeras vezes eu considerei entrar para bisbilhotar o local, mas nunca fui tentado a bater na porta. Por favor, Tio Randolph, eu sei que você odeia minha mãe e não nos vemos há dez anos; eu sei que você se importa mais com suas coleções antigas enferrujadas do que com a própria família, mas eu posso morar na sua casa maneira e comer os restos das crostas do pão?

Não, valeu. Prefiro estar na rua, comendo falafel do dia anterior na praça de alimentação.

Todavia… Eu percebi que seria simples de invadir, olhar o local e vê se eu poderia encontrar respostas sobre o que está acontecendo. Enquanto eu estivesse lá, talvez eu pudesse pegar algo para penhorar.

Desculpa se isso ofende seu senso moral de certo e errado.

Espera, desculpa nada.

Eu não roubo de qualquer um. Eu escolho idiotas irritantes que já tem demais. Se você está dirigindo uma nova BMW e estaciona em uma vaga prioritária, então, eu não teria nenhum problema em entrar no seu carro e pegar alguns trocados do suporte de copo. Se você está saindo do Barneys com seu pacote de lenços de seda, ocupado demais no telefone e empurrando todos para fora do seu caminho, eu estou lá, pronto para bater sua carteira. Se você pode gastar cinco mil dólares com lenços para assuar o nariz, então pode pagar meu jantar.

Eu sou juiz, júri e ladrão. E por mais que eu vá a vários idiotas irritantes, eu percebi que não conseguirei algo melhor do que com o Tio Randolph.

A casa era de frente a Commonwealth Avenue. Eu me dirigi de volta ao poeticamente chamado Public Alley 429. O estacionamento do Randolph estava vazio. As escadas levavam a entrada do porão. Se existe um sistema de segurança, eu não consigo enxergá-lo. A porta tinha apenas um ferrolho, sem ao menos uma fechadura. Fala sério, Randolph. Pelo menos dá um desafio.

Dois minutos depois eu tinha entrado.

Na cozinha, eu me servi de algumas fatias de peito de peru, bolachas e leite da embalagem. Sem falafel. Droga. Logo agora que eu estava com vontade de comer, mas pelo menos encontrei uma barra de chocolate e coloquei no bolso do casaco pra depois. (Chocolate não pode ser comido depressa; é preciso saboreá-lo.) Então eu subi as escadas até um mausoléu de móveis de mogno, tapetes orientais, pinturas à óleo, piso de mármore quadriculado e lustres de cristal… Isso foi constrangedor. Quem vive desse jeito?

Aos seis, eu não tinha noção das quão caras essas coisas eram, mas a minha impressão geral da mansão era a mesma: sombria, opressiva e horripilante. É tão difícil de imaginar minha mãe crescendo aqui. Pelo menos é fácil de entender por que ela gosta tanto do ar livre.

Nosso apartamento acima do conjunto Korean BBQ na Allston tinha sido acolhedor o suficiente, mas minha mãe nunca gostou de ficar dentro. Ela sempre disse que sua verdadeira casa era a Blue Hills. Nós costumávamos ir caminhar e acampar lá em todos os tipos de clima – ar fresco, nenhuma construção, com ninguém além de patos, gansos e esquilos por perto.

Comparado a isso, essa mansão parecia uma prisão. Enquanto eu estava sozinho no saguão, minha pele se arrepiou com escaravelhos invisíveis.

Eu subi até o segundo andar. A livraria cheirava a óleo de polimento e couro, do mesmo jeito que eu recordava. Ao lado de uma parede, havia uma caixa iluminada de vidro cheia de capacetes Vikings enferrujados e lâminas de machado corroídas do Randolph. Minha mãe uma vez me disse que Randolph lecionava História em Harvard, logo antes de alguma desgraça fazê-lo ser despedido. Ela não entrava em detalhes, mas o cara era claramente um maluco por artefatos.

Minha mãe uma vez disse: Você é mais inteligente que seus tios, Magnus.

Isso tinha sido na época que ela ainda estava viva, eu frequentava a escola e tinha um futuro que não envolvia procurar minha próxima refeição.

Em um canto do escritório do Randolph, tinha uma placa de pedra, parecida com uma lápide, cinzelada e pintada com elaborados desenhos de redemoinhos. No centro, tinha o desenho grosseiro de uma besta rosnando – talvez um leão ou lobo.

Eu estremeci. Não vamos pensar em lobos.

Você pode conferir o texto em inglês clicando aqui.

Fonte

Capa de The Sword of Summer

Foi divulgada a capa do primeiro livo da série “Magnus Chase e os Deuses de Asgard”.

635699865683485282-MAGNUS-CHASE-jacket-FINAL

Foi divulgado também mais um trecho do livro. Então fiquem ligadinhos que daqui a pouco tem tradução!

Fonte: USA TODAY.

 

[BLOG] Algumas sugestões de leitura para o verão

O Tio Rick publicou em seu Blog há alguns dias atrás algumas sugestões de leitura para adolescentes que gostam de mistério e aventura. Confira abaixo, talvez vocês gostem.

Eu tenho lido bastante nos últimos meses – como de costume, uma seleção de livros infantis e adultos, ficções e não ficções. Se você está procurando por algumas sugestões de leitura para crianças nesse verão, aqui estão algumas bacanas com que me deparei.

51k9FTuIDnL

O Desafio de Ferro, de Cassandra Clare e Holly Black.

Callum Hunt não quer ser um mago. Por toda sua vida, seu pai lhe alertou sobre os perigos da magia e os sinistros métodos que os magos utilizam para ensinar aprendizes a usar seus poderes no submundo do Magistério. Quando Callum atinge a idade e vai fazer o exame de admissão para o Magistério, ele tenta arduamente falhar. Mas ele falha em falhar. Ele é designado a ser treinado por Master Rufus, o mago mais prestigioso no Magistério. Call (Callum) é arrancado de sua vida normal na Califórnia, separado de seu pai e mergulhado em um mundo subterrâneo que seu pai lhe dissera que seria pior que a morte.

O Desafio de Ferro é bastante divertido. Sim, os paralelos com Harry Potter são óbvios, mas a meu ver, esse é o propósito. Clare e Black pega esses padrões e expectativas e deliberadamente viram de cabeça para baixo. Call não quer ser o mago. Ele quer falhar com a magia. Sua experiência não é como Hogwarts. É alternadamente entediante e assustador (os elementais são criações fantásticas), e Call não consegue ter certeza de em quem confiar – até mesmo com relação a seus pais. As palavras finais de sua mãe foram: Mate a criança, aparentemente se referindo ao filho. E seu pai… tem protegido Call todos esses anos ou mentido para ele? Master Rufus é um amigo ou inimigo? Será Call sequer capaz de abandonar sua nova casa?

Eu gosto bastante de Call. Sua perna foi gravemente quebrada quando ele era bebê, e o problema de andar acompanha seu personagem. É bastante comovente quando ele pergunta se pode voar como um mago, para que assim ela possa se locomover melhor. Ele é desconfiando, mas compreensivo; talentoso e profundamente imperfeito. Eu também gostei do elenco de suporte ao personagem. Seus companheiros aprendizes, especialmente Tamara. O sistema mágico é engenhoso e coerente. A construção de mundo é fantástica. O Desafio de Ferro estabelece o cenário para o resto da série, que promete ser maravilhoso – e depois dessa gigantesca reviravolta no final (sem spoilers, mas gente…), como pode você não querer continuar?

71neytDQY+L

A Manopla de Cobre, de Cassandra Clare e Holly Black.

Beleza, isso é trapaça, já que o livro não lança até dia primeiro de setembro, mas eu fui sortudo o bastante para conseguir um exemplar antecipadamente, e eu posso assegurar a vocês que essa sequência é ainda mais forte que O Desafio de Ferro. É difícil de resenhar sem dar spoilers do primeiro livro, mas digamos que o Callum Hunt tem muito no que pensar a respeito. Algumas coisas que ele descobriu sobre si mesmo, sua família e o Magistério tem lhe deixado com a pulga atrás da orelha. Até o companheirismo do seu novo pet, Havoc (um personagem fabuloso), um lobo, não pode lhe consolar enquanto se prepara para o segundo ano no Magistério. O relacionamento de Call com seu pai é no mínimo tenso. Seus amigos no Magistério parecem aceitá-lo, mas eles realmente o farão? Call teme que seja um perigo para ele mesmo e qualquer um que se aproximar. Uma vez de volta ao Magistério, Call e seus amigos se deparam com um novo dilema – o roubo de uma manopla de cobre chamada Alkhahest, que, em mãos erradas, pode destruir o poder do Magistério. A Manopla de Cobre é cheia de reviravoltas, capaz de maravilhar e de surpreender. Call chega próximo de conhecer a verdade sobre si mesmo, e faz inimigos poderosos pelo caminho. Se você gostou de O Desafio de Ferro, você vai amar A Manopla de Cobra. Mal posso esperar para ler mais dessa série.

51LeUw+RU8L

Masterminds, de Gordon Korman.

Como de costume, Gordon Korman entrega uma acelerada e bem construída aventura cheia de criativas reviravoltas e surpresas. Eli mora em Serenity, Novo México, que é tão perfeito que parece bom demais para ser verdade. Todo mundo tem uma casa legal. As escolas são demais. Não há crime e desemprego. Eli nunca saiu da cidade, mas um dia ele descobre algo que abala seu mundo. Serenity não é o que parece. Ele e seus amigos não podem confiar em ninguém – nem em seus vizinhos, muito menos em seus pais. Esse mundinho perfeito esconde um segredo sombrio associado a um dos mais abomináveis gênios do crime do mundo. Convencido? Pois deveria! Essa é a leitura perfeita para os amantes de mistério e aventura.

Fonte